O Planejamento Estratégico para o Advogado

O planejamento estratégico é uma ferramenta que pode te ajudar a antecipar diversas situações e deixar você mais preparado para atingir seu objetivo.
Neste momento você define quais são seus objetivos e o que deve fazer para que estes sejam alcançados.

planejamento-estrategico1[1]

Fenalaw e o modelo Canvas de Planejamento Estratégico

Durante a Fenalaw, vários temas abordaram a importância do planejamento estratégico para os profissionais do jurídico. Um dos temas abordados em uma palestra foi a adaptação de um conhecido modelo, o Canvas.
O Business Model Canvas, ou simplesmente Canvas, é um modelo global usado por milhões de companhias de todos os tamanhos. Você pode usar o canvas para descrever, projetar, simular e segmentar seu modelo de negócios. Ele funciona ligando diretamente a sua proposição de valor a elementos que serão estratégicos para seu sucesso.
A ferramenta é bastante visual e de rápida assimilação.

Faça o download do nosso Paper sobre Planejamento Estratégico com Canvas

Existem alguns conceitos do modelo estratégico tradicional que também podem ajudar a encontrar o melhor caminho para atingir o sucesso no seu negócio.

A missão e a visão

Qual é o objetivo da sua empresa? Porque ela existe? Qual problema você se propõe a resolver? Estas são as perguntas respondidas durante a definição da missão e visão.
Missão: É o propósito fundamental que a empresa tem de existir. Define qual é o negócio, quem é o cliente e que valores estes clientes enxergam na sua proposta.
Visão: É uma representação do que a empresa quer ser no futuro, define os objetivos de crescimento da sua empresa.

As competências e os recursos

coaching1-300x184[1]Uma vez definidos os objetivos é preciso avaliar quais competências e quais recursos serão necessários para atingir aquele objetivo.
Vamos supor que um dos objetivos de um advogado seja atuar em um ramo específico do direito. Obviamente, ele precisará desenvolver o conhecimento na área através de estudo, cursos e relacionamento.
Da mesma forma, um profissional que deseja atender os clientes em um ambiente com certo grau de conforto ou tecnologia, terá que conseguir o local e os objetos necessários para este atendimento.

Plano financeiro e os indicadores de viabilidade.

bolsa-de-valores-6[1]Durante o planejamento financeiro avaliamos quanto vamos gastar, quanto vamos cobrar e quanto vamos ganhar.
Tenha o detalhamento dos custos fixos e variáveis. Conheça também a sua capacidade produtiva. Com estes dados você conseguirá projetar o retorno financeiro de cada produto ou processo, podendo ainda deslocar maiores esforços nos itens que oferecem maior retorno.
Com estes dados poderá ainda analisar os chamados ‘indicadores de viabilidade’, saber a lucratividade, rentabilidade, prazo de retorno investido e o ponto de equilíbrio da sua empresa. Estes indicadores são vitais para que você não precise desistir do seu negócio. Eles forneceram indicadores claros de sucesso.

Análise de mercado

Vivemos em um mercado global e isso não é novidade para mais ninguém.
Existe mercado para quase todo mundo. Quase. É preciso avaliar se existem clientes interessados no seu produto, se este cliente está disposto a pagar o preço que você está pedindo e ainda oferecer a este cliente um motivo para que ele compre de você ao invés de comprar do seu concorrente.
Assim, é preciso ter uma definição clara do nosso posicionamento estratégico, encontrar a brecha onde você se encaixa no mercado.
Avalie os nichos relacionados ao seu negócio, seus clientes, seus concorrentes, seus fornecedores e parceiros que podem te colocar em vantagem.
Ricardo Nunes, principal acionista da varejista ‘Ricardo Eletro’ em suas palestras ilustra esta questão muito bem ao dizer “Meu negócio é o preço. É vender barato”.

Plano operacional e de marketing

Marketing_1306[1]O plano operacional define como a empresa irá funcionar. É onde você define os processos operacionais, necessidade de pessoal, layout e todo arranjo físico relacionado à operação do seu negócio.
O plano de marketing define como a empresa irá se apresentar para o mercado. É importante saber que, ainda que hajam restrições quanto à propaganda de escritórios de advocacia e advogados, existem ações que podem deixar a sua empresa com aspecto muito mais profissional. Veja este post sobre marketing.

Construção de cenários

Após finalizar o seu plano de negócio, simule valores e situações diversas para a sua empresa. Pense em cenários pessimistas e otimistas. Desta forma você poderá identificar riscos e se precaver frente às adversidades ou talvez potencializar situações favoráveis.

Ao final do seu planejamento você terá a resposta clara para a pergunta:
“Vale a pena abrir, manter ou ampliar o meu negócio?”

Faça o download do nosso Paper sobre Planejamento Estratégico com Canvas.

Em todo momento, conte com a PEJOTA.

Postado em Café com a Pejota, Dicas LegaisTagged , , , ,