Dicas para o Advogado recém-formado

A formação do Advogado é extremamente técnica.

Isso significa que há pouca ou nenhuma ênfase em disciplinas como administração, finanças, marketing, empreendedorismo, entre outras que podem dar ao profissional os conhecimentos básicos para conduzir bem o seu escritório. 

Um estudante de direito que normalmente inicia a carreira ganhando uma bolsa de estágio de um salário mínimo, passa a obter rendimentos superiores a R$ 5 mil em pouco tempo de carreira.

Com um pouco de esforço e estratégia, com alguns anos de formação ele já chega a rendimentos mensais de R$ 10 mil ou até superiores a esse valor.

É muito comum neste período o profissional se deixar levar pela sensação de crescimento da renda e investir erroneamente ou até mesmo não investir seu dinheiro.

A curto prazo, a alta renda não será suficiente para cumprir as despesas com carro, apartamento, viagens e smartphones de última geração, entre outros. Isso é o que chamamos de “corrida do rato”. 

Diante desse cenário, elaboramos algumas dicas importantes para os advogados recém-formados.

O que não fazer?

1 – Fuja ao máximo dos financiamentos, principalmente de itens que possuam desvalorização como carro e eletrônicos. 

Mesmo em investimentos mais rentáveis como imóveis, a recomendação é sempre ser bem conservador. 

2 – Abrir um escritório logo após sair da faculdade

Lembre-se de que treino é treino e jogo é jogo. 

É importante saber qual é o momento ideal para montar seu próprio escritório de advocacia.

Aprenda como as coisas funcionam de verdade na prática em um escritório maior, antes de fazer um investimento alto em seu próprio negócio.

3 – Não sobrecarregar a sua agenda. 

Em momentos de grande demanda pelos seus serviços, evite a sobrecarga em sua agenda para que você consiga manter a qualidade do seu trabalho, evitando a perda de clientes. 

O que fazer?  

1 – Invista em educação e especialização. 

Você conhece um advogado de sucesso que se acomodou e parou de estudar? Pois é, aumentar o seu nível de conhecimento é necessário para manter o crescimento constante da sua carreira.

2 – Faça reservas para períodos de estiagem

O mercado é muito dinâmico e toma rumos diferentes a cada dia. 

Ter as suas reservas e uma gestão financeira eficiente, permite controlar o presente e se precaver para o futuro.

3 – Avalie a possibilidade de ter seu próprio negócio.

Se você já ganhou experiência no mercado e julgar que está na hora de ter o seu próprio negócio, talvez seja o momento de constituir um CNPJ para obter vários benefícios. 

Sabia que com a edição da lei 13.247/16 você pode abrir a sua Sociedade Individual de Advocacia, sem a necessidade de ter sócios!? Clique aqui e saiba mais.

4 – Utilize Advogados Correspondentes e saiba onde encontrá-los. 

O que você faz quando há diligências em outras cidades? 

Para os casos de audiências em uma comarca distante, na maioria das vezes, a melhor opção é a utilização dos colegas que estejam localizados naquela comarca, uma vez que, se você mesmo for se ocupar com essas demandas, isso implicaria em gastos com transporte, alimentação, estacionamento, hospedagem e talvez esses custos podem inviabilizar determinadas oportunidades. 

Mas como encontrar um advogado correspondente qualificado? 

Primeiramente é bom lembrar que é imprescindível remunerar bem o colega que realizará este serviço para você. 

Felizmente hoje é possível encontrar algumas plataformas dedicadas a isso. 

Alguns bons exemplos são o Diligeiro e o Juris Correspondente, plataformas bastante sofisticadas e que podem te auxiliar a encontrar o profissional mais adequado para cada tipo de diligência. 

5 – Invista em Marketing Digital. 

Uma pesquisa do Comitê Gestor da Internet no Brasil revela que o brasileiro passa, em média, 9 horas e 14 minutos conectado por dia. 

Isso sem contar que os anúncios online têm um investimento baixo, se comparado às mídias tradicionais. 

A internet lhe oferece uma imensa gama de oportunidades para publicizar os serviços de seu escritório. 

Veja só: você pode ter um site atraente, um blog, criar e alimentar com frequência páginas nas redes sociais, enviar e-mails atrativos para possíveis clientes, publicar artigos jurídicos, e até mesmo participar de sites especializados, que ajudam a estreitar a relação entre clientes e Advogados. 

#DicaFinal: A PEJOTA desenvolveu um ebook sobre Marketing Digital para Advogados no Instagram. Clique aqui para baixar.

E se quiser conhecer melhor os benefícios de uma contabilidade especializada na área jurídica e como ela pode de ajudar a ter mais sucesso na advocacia, não deixe de conhecer os serviços da PEJOTA!

Entre em contato com nossos especialistas!
Tel: (31) 3378-0701

Postado em Advocacia, Dicas Legais